Dengue malvada

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Dengue malvada

Eu peguei nesta caneta
Pra declarar uma guerra
Contra um grande inimigo
Que temos na nossa terra

Ele não é ser humano
É mais um inseto esquisito
É perigoso demais
Tem o nome de mosquito

Vou chamar sua atenção
De modo que todos entende
Pra gente poder escapar
Do mosquitinho da dengue

Pra combater o inimigo
Não pode ser um sozinho
É preciso preparar
Alertando o seu vizinho

Não precisa de fogo
Nem granada nem fuzi
É só limpar o quintal
Que faz o inseto sumi

Aonde tem poças d’água
E caixa d’água destampada
É ai que eles procriam
Fazendo sua morada

Pneu velho em céu aberto
Amontoado no quintal
Ali que mora o perigo
Que te leva pro hospital

Na época de muita chuva
Que fica agua parada
Nas poças de agua limpa
Ele faz sua morada

A nossa secretaria
De saúde da cidade
Convoca a cidadania
De toda sociedade

A dengue não é brinquedo
Vamos escapar desse bicho
Limpando os lotes e os quintais
Onde tem monte de lixo

 

 

Se o seu quintal esta limpo
E do vizinho não esta
Ligue na secretaria
Poe ela pra funciona

Se todos fizer o mesmo
Cuidando da vigilância
Do mosquito da dengue
Não picá nossas crianças

Nos vasos que tem plantinhas
Que tem preta feia
Pro bicho não procriar
Encha os vasos de areia

Outros cuidados que é bom
É isso que eu acho
Garrafas e latas vazia
Poe de cabeça pra baixo

Dizem pra livrar do mosquito
É um dever do cristão
Mas se não tiver os cuidados
Não adianta rezar não

Se cada um na sua área
Tiver a sua consciência
O povo está protegido
Desta terrível doença

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Author: Thiago Vilasboas

Deixe uma resposta