Parodia do franguinho

Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

Parodia do franguinho
Embolada

Lá no bairro onde eu moro, tem uma rua esburacada.
Com latido dos cachorros eu não durmo sossegado
Eu levanto quando bate os cobradores lá na calçada
E lá vou eu para o boteco beber mais uma golada
Tem dia que eu fico tonto, vou pra casa carregado
Mais lá no ranchinho pra mué cos capetinhas
Não falta chá de pancada

Eu tenho um jumento véio, que não serve pra mais nada
Pro leitinho dos meninos, a cabrita escadeirada
As galinhas do terreiro morreu todas de fome pestiada
Papagaio ficou velho, já não tá falando nada
Eu ando de qualquer jeito, com a calça desabotuada.
Mais lá no ranchinho pra mué cos capetinhas
Não falta chá de pancada

Quando fico sem beber, vejo tudo trimulado.
Pra curar a tremedeira, só bebendo outra golada
Tem dia que meu almoço é caipirinha temperada
Eu levo minha garrafa num emborná dependurada
Mais lá no ranchinho pra mué cos capetinhas
Não falta chá de pancada

Minha mué tá careca, minha sogra tá banguela.
Elas não gosta de mim eu também não gosto delas
Nos só veste roupas velhas que nós ganha da galera
E esta é a nossa vida nada de bão me espera
Se eu morre já vou tarde não quero choro nem vela
Mais lá no ranchinho vai encher de
Sacizinho pra morar junto com ela

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.

Author: Thiago Vilasboas

Deixe uma resposta