Want create site? Find Free WordPress Themes and plugins.

MEU RANCHINHO

Zé Campeiro

CANAL DO YOUTUBE

LETRAS

MÚSICAS
QUE
INSPIRAM

Meu ranchinho

Quando lá no meu ranchinho to esquentando o meu foguinho
Garro triste recorda se arecorda cum sodade dos tempo de
Mocidade qui já mais há de vortá
No meu ranchinho asseado
Eu vivia sossegado feliz como nem sei que tinha uma rocinha
De milho bem prantadinha uns pezinho de feijão uma vaquinha
Leiteira sete galinha poedeira uma porca e dois leitão
E pra lá do ribeirão uns pezinho de café umas moitas de banana
São domingo e são Tome a vida no meu ranchinho era quinen
Um barquinho com vento sempre a favor as de sol a sol
Trabalhava ali nada me fartava dava as plantação que beleza
As criação que boniteza tudo ali Deus abençoou mais porem
Todos dizia que eu devia se casa que meu ranchinho de sape
Caricia ter uma mué pra dele e de mim cuida um dia já nem
Me lembro si foi maio ou setembro numa festa fui um dia
E lá eu vi Rosa Maria uma cabocla formosa quinem nossa virgem
Maria quando eu vi esta cabocla me ajuntou inte água na boca
Eu garrei a imagina e se agente si cumbinase si o móis dois
Se cunversasse móis podia si casa e assim foi um dia móis si
Encontremo conhecemo e cunversemo e tratemo de se casar
E no dia do nosso casório he festão todo mundo veio ver as violas
As cantigas as danças duraro ate amanhecer, e os tempos foram passando
Uns par de filho chegando Joana Chio Barnabé e minha mue´
Maria Rosa cada veis mais fomosa era a mio das mué
Mais um dia foi feitiço que me ponharo, foi isto num tem que ver
Uma mué mardita uma peste de bonita um dia me enfeitiçou e com
Esta tar eu fui simbora por este mundo afora sem iscuita o coração
Um dia cansado e arrependido da vida desiludida resorvi a vorta
Pro meu veio amor mais Deus nosso Senhor não quis que eu fosse
Outra veis feliz por ser tão pecador quando eu cheguei no meu ranchinho
Há nem e bão agente si recorda minha mué Maria Rosa de tanto sofrer
Cansada tinha morrido de dor os meus filhos despersaro uns morrero
Outros casaro e daquele lugar si mudou, e lá naquele mato abandonado.
Só o meu ranchinho amarado de cipó entrelaçado só o meu ranchinho me
Esperou, agora ali sozinho esquentando meu foguinho eu começo a recorda
si arrecordo cum sodade do tempo da mocidade qui já mais há de vorta

BIOGRAFIA


Campeiro

MINHA HISTÓRIA

Desde a mais tenra idade, o menino Luiz já mostrava aptidão com os instrumentos musicais. A mãe tocava acordeom e o menino encantou-se pela sanfona, que aprendeu a tocar apenas observando a mãe Além disso, era dono de uma voz afinada e melodiosa.


MAIS
SOBRE MIM

CONHEÇA MAIS

Follow on Facebook
Follow on Twitter
Follow on Pinterest
Follow on Spotify

FALTOU ALGUMA MÚSICA?
Entre em contato

Received!

We’ll answer your questions in the shortest amount of time humanly possible.

Did you find apk for android? You can find new Free Android Games and apps.